Brasileirão: veja como estaria a tabela sem VAR após a 14ª rodada

G-4 e zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro estariam diferentes sem o uso do árbitro de vídeo

há 12 dias Por: Peter Jordan

O Brasileirão 2019 finalizou nessa segunda-feira (12) sua 14ª rodada. O Santos perdeu, Palmeiras empatou e Atlético-MG e Flamengo venceram, diminuindo a vantagem entre os líderes. Quem também se aproximou foi o São Paulo, que derrotou o Peixe no clássico San-São.

No entanto, não fosse o VAR, a tabela do Brasileirão 2019 teria importantes mudanças. De acordo com um levantamento feito pelo jornalista Alexandre Siqueira, que cataloga a utilização do árbitro de vídeo desde a primeira rodada, p Corinthians, atualmente quinto colocado com 23 pontos, estaria no G-4 com 28 pontos. O Goiás, por sua vez, estaria na zona de rebaixamento com seis pontos a menos.

Ao todo, o VAR já interferiu 141 vezes em 139 jogos, ultrapassando a média de uma interferência por partida. A 14º foi a rodada com mais intervenções: 18 no total. Apesar de trazer mais justiça e um aumento nos acertos, a tecnologia tem sido questionada em algumas situações. No jogo entre Palmeiras x Bahia, por exemplo, os alviverdes saíram esbravejando contra o árbitro de vídeo. Jorge Jesus, técnico do Flamengo, também alfinetou o sistema.

Veja a tabela do Brasileirão com e sem VAR após 14 rodadas: